Portal da Cidadania


Visa contribuir para a formação de uma sociedade regida pelos princípios da modernidade ética, cidadania e participação. Os conteúdos educacionais e científicos na comunicação ocupa um espaço essencial na busca e divulgação do conhecimento e também no tratamento da informação em diversos meios.


Apresentação


A principal finalidade de um Portal da Cidadania é funcionar como uma matriz institucional de integração para o desenvolvimento, oferecendo suporte para, entre outras, empresas da região, redes de associativismo, conselhos comunitários, moradores municipais, administração pública, Universidades, contribuindo para a promoção do desenvolvimento endógeno sustentável, baseando-se no Estado de Santa Catarina e, precisamente, no Vale do Itajaí –SC.

Como parte essencial da socialização da produção científica, o Portal da Cidadania atua como uma ferramenta de utilização entre Universidade e comunidade em geral.

É o usuário a razão última da maioria dos conteúdos e processos que se dão na Internet. Mas a internet coloca o indivíduo no centro não somente como receptor passivo, mas também agente ativo e determinante, livre de escolher o conteúdo, interagir com ele, independentemente do espaço e do tempo em que se localizam o usuário e os conteúdos. Mais que isso, a Internet enriqueceu o papel do usuário, do indivíduo, do cidadão, dotando-o com o potencial e a capacidade de produzir e intermediário de conteúdos. Este fato é notável porque viabiliza a democratização da gestão e do acesso ao conhecimento e permite a realização plena do indivíduo e do cidadão enquanto ser cultural.

É chegada a hora da tentativa da universidade atual em repassar o conhecimento que não seja convenientemente programado, sem esquecer de sua função social, repassando então para a sociedade a prática de todo conhecimento teórico, diminuindo diferenças, democratizando conhecimento, informação e cultura para o povo. O conhecimento não deve ser somente mais uma mercadoria capitalista, sendo somente disponibilizado a quem paga por ele, ou seja, realizar a função social junto aos problemas sociais enfrentados pela sociedade, onde a universidade pode intervir, no exemplo bem claro, do analfabetismo funcional. Partindo da idéia de que, na Universidade existem vários núcleos de pesquisas sociais, tecnológicas e da qualificação do ensino, pesquisa e extensão, toda a base de informação adquirida poderá ser disponibilizada a todos (concentrado os esforços e resultados -aproximará as necessidades ás soluções, ou seja, as diversas carências sociais e o potencial científico da Universidade.

Sendo assim, a contribuição dos usuários faz com que o desenvolvimento da base científica seja suportado por informações atualizadas a cada exigência da realidade. Articulando os esforços em ambos os lados, a produção científica é destinada, efetivamente, ao seu principal objetivo: solucionar as necessidades da sociedade. Através desta relação, é possível fomentar o exercício da cidadania, incorporando sempre a participação democrática ás realizações acadêmicas, superando as distâncias decorrentes dos fatores sociais.

 

 
                            Copyright 2003 - Proibida a Reprodução